Aposentado por invalidez que precisa de assistência permanente pode ter acréscimo no benefício

Valor da renda mensal pode ser aumentada em 25%

De São Paulo (SP) – Os aposentados por invalidez que precisam da assistência permanente de outra pessoa, por estarem totalmente incapacitados, podem ter um acréscimo de 25% no valor do benefício.

Para ter direito a esse acréscimo, o médico perito do INSS, durante a concessão da aposentadoria por invalidez, avalia se o segurado precisa de assistência permanente. Se o perito considerar necessária a assistência ao aposentado, o acréscimo de 25% é concedido junto com o benefício. Porém, se a incapacidade total ocorrer depois que o segurado já estiver recebendo o benefício, um familiar pode solicitar o acréscimo na agência da Previdência Social responsável pela aposentadoria. Nesse caso, o pedido também será avaliado por um médico perito.

É importante ressaltar que o acréscimo de 25% só pode ser feito nas aposentadorias por invalidez das pessoas que precisam de assistência permanente. Uma pessoa que é aposentada por idade ou tempo de contribuição e precisa de assistência em tempo integral, por exemplo, não terá direito a esse acréscimo. (ACS/SP)

Fonte: Ministério da Previdência Social – http://www.previdencia.gov.br/noticias