COBAP defende fim do fator previdenciário na CDH

 Aprovado pela Câmara dos Deputados na última semana, o fim do fator previdenciário foi tema de debate na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado, na manhã desta segunda-feira, 18.

Presidido pelo senador Paulo Paim (PT-RS), o debate contou com a participação da COBAP, Centrais e representantes dos trabalhadores. Os aposentados de Brasília compareceram em peso para acompanharem de perto as discussões sobre a matéria, que agora será analisada pelo Senado.

Criado em 1999 como forma de reduzir os benefícios de quem se aposenta antes da idade mínima para incentivar o contribuinte a trabalhar por mais tempo, o fator teria como substituta a fórmula 85/95, em que a mulher poderá se aposentar integralmente quando a soma do tempo de contribuição e da idade for 85. Para os homens, a soma é 95.

Para o vice-presidente da COBAP, Moacir Meirelles, “o governo vem agindo de forma desumana ao longo desses anos de fator previdenciário, em que os trabalhadores perdem poder aquisitivo justamente quando as necessidades aumentam”.

 

Fonte: Cobap − Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas

http://goo.gl/cnSPjs