Idosos incansáveis nas reivindicações por envelhecimento com dignidade

24/11/2011

Em mais uma manifestação pública cobrando das autoridades a devida atenção para os problemas da velhice, idosos cumpriram o calendário de mobilização da campanha nacional por políticas públicas e sociais que os contemplem de forma digna, realizando manifestação na Barra. Novembro foi o mês da criação do Estatuto do Idoso e, por isso, em todo o país, as entidades voltadas para este segmento realizaram uma série de eventos em diversas cidades do pais, cobrando o cumprimento de leis foram instituídas em prol do idoso. As cobranças se dão em diversos níveis e setores do serviço público e privado. Vão desde a ampliação da assistência médica diferenciada, como a geriatria, e um hospital referência, até um centro de convivência e planejamento urbano que leve em conta a população de idosos e suas dificuldades de mobilização. Reivindicam também respeito ao atendimento preferencial, que em muitos locais de atendimento público e privado, nem sempre é observado, como nos transportes interurbanos e metropolitanos, chegando até ao constrangimento. Observam os manifestantes que a população precisa ser educada e conscientizada de que os mais velhos merecem uma atenção mais cuidadosa, pelas próprias limitações da idade. Mais grave ainda, apontam, quando se trata de assistência médica. O idoso sem recurso que depende do atendimento público não vem recebendo o tratamento preferencial como prevê o Estatuto e acabam morrendo na maca e nos corredores dos hospitais e em enfermarias por falta de procedimentos emergenciais.

Ascom/Asaprev-BA