Lançado selo e carimbo de combate à violência contra o idoso

A partir de hoje (15), as correspondências de alguns órgãos de proteção aos idosos da Bahia serão encaminhadas com selo personalizado e carimbo comemorativo produzidos pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos em homenagem ao Dia Mundial da Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, celebrado oficialmente em 15 de junho. O selo e o carimbo foram apresentados na quarta-feira (14) por representantes dos Correios durante a VII Reunião Ordinária do Conselho Estadual do Idoso, na Casa do Aposentado (Asaprev), que contou com a presença de membros do Conselho Municipal, Ministério Público (MP), Delegacia Especial de Atendimento ao Idoso (Deati) e representantes da sociedade civil. Além de Salvador, as outras 25 capitais e o Distrito Federal também receberam dos Correios os produtos personalizados referentes à homenagem para utilizarem em suas correspondências. O lançamento dos produtos faz parte da Campanha Estadual de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa, promovida pelas Secretarias da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos e de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza, os Conselhos Estadual e Municipal do Idoso, Deati, MP e Defensoria Pública. Para o presidente da Asaprev, Gilson Costa, os produtos servirão como “mais um instrumento que ajudará na campanha de conscientização da população quanto a cidadania da pessoa idosa”. A diretora regional adjunta dos Correios na Bahia, Ana Virginia de Andrade, disse que o lançamento reafirma o propósito da empresa em participar de iniciativas que buscam a igualdade e justiça social. “O ato de hoje reitera o compromisso dos Correios em apoiar os direitos da população na melhor idade, que chegará até 2015, a 25 milhões de brasileiros”. A preocupação com a violência não é à toa. Nos últimos anos tem crescido o número de queixas recebidas pelos órgãos de proteção ao segmento. Para se ter uma ideia, em menos de quatro anos de existência, a Delegacia do Idoso já registrou mais de 10 mil queixas, principalmente por ameaça, maus tratos, abandono e lesão corporal. No Núcleo de Direitos Humanos de Atendimento à Pessoa Idosa Vítima de Violência, da Secretaria da Justiça e Asaprev-BA, no ano passado foram registrados 507 atendimentos (com oito meses de criação). De janeiro a maio deste ano, foram 599, sobretudo por abuso, maus-tratos, violências física e psicológica, negligência e abuso financeiro e econômico. Dos selos entregues pelos Correios, uma parte ficará na Asaprev e outra será distribuída entre os órgãos que atuam com o segmento como os Conselhos Estadual e Municipal. Já o carimbo será encaminhado para uma das agências, ainda a ser escolhida, para que seja utilizado nas correspondências, propagando a data em que se comemora o Dia Mundial da Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. Outras ações Além do selo e do carimbo, outras ações vêm sendo realizadas para chamar a atenção da população quanto ao respeito e valorização do idoso. Este ano, os órgãos de proteção aos idosos da Bahia aderiram ao foco da Campanha Nacional voltada para os meios de transportes coletivos urbanos e semi-urbanos. Desde o mês passado, cartazes estão sendo colocados nos ônibus de Salvador e Região Metropolitana alertando para o tratamento diferenciado e prioritário, conforme estabelece o Estatuto do Idoso. No dia 17 de junho, mais de 200 idosos saíram às ruas em passeata da Praça da Piedade à Praça Municipal para protestar contra a violência. Um estande montado em um shopping center também serviu para atender ao segmento e esclarecer dúvidas. De acordo com a gerontóloga da Superintendência de Apoio e Defesa aos Direitos Humanos da Secretaria da Justiça, Tânia Maltez, as ações de combate à violência serão contínuas e envolve, entre outras, a criação de uma rede de proteção e defesa à pessoa idosa. Ela afirmou que a Secretaria, em parceria com alguns órgãos, tem também projetos como a criação de uma cartilha educativa para ser distribuída em escolas públicas. Em paralelo, a Secretaria está capacitando profissionais que atuam com pessoas idosas, como cuidadores, coordenadores de grupos de convivência e líderes de comunidade para atuarem como multiplicadores para o enfrentamento da violência. A capacitação começou hoje em Guanambi e, até o final do ano, vai capacitar profissionais de pelo menos mais nove cidades baianas, entre elas, Serrinha e Eunapólis.

Fonte: http://www.sjcdh.ba.gov.br/