OMS anuncia critérios que países devem considerar antes da redução de isolamento social

A Organização Mundial de saúde (OMS) divulgou, nesta segunda-feira (13), seis fatorem que devem ser levados em consideração antes de os países reduzirem as medidas de isolamento social em função da pandemia causada pelo novo coronavírus.

 

De acordo com a OMS:

 

1.     a transmissão da Covid-19 deve estar controlada;

2.     o sistema de saúde deve ser capaz de detectar, testar, isolar e tratar todos os casos, além de traçar todos os contatos;

3.     os riscos de surtos devem estar minimizados em condições especiais, como instalações de saúde e casas de repouso;

4.     medidas preventivas devem ser adotadas em locais de trabalho, escolas e outros lugares aonde seja essencial as pessoas irem;

5.     os riscos de importação devem poder ser administrados;

6.   as comunidades devem estar completamente educadas, engajadas e empoderadas para se ajustarem à nova norma.

 

Ainda nessa terça-feira (14), a organização deverá publicar um estudo completo com as novas recomendações estratégicas, segundo o diretor-geral da entidade, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

 

Desde o início da quarentena a COBAP tem seguido criteriosamente as recomendações feitas pelas autoridades nacionais e mundiais de saúde, cumprindo seu compromisso de proteção aos aposentados, pensionistas e idosos, bem como da saúde pública.

 

“A COBAP participa efetivamente do Conselho Nacional de Saúde (CNS) há muitos anos e tem também como missão a proteção ao Sistema Único de Saúde (SUS)”, afirmou o presidente da COBAP, Warley Martins. “Continuaremos acompanhando criteriosamente o andamento da pandemia de modo a apresentarmos propostas para melhor proteção dos aposentados, pensionistas e idosos brasileiros”, reforçou.

Fonte: COBAP