POSIÇÃO | Acabar com o Fator é ato por um Brasil decente

Por Carlos Ortiz – Em meio a tantos absurdos cometidos pelo governo Dilma, que transfere uma conta negativa aos trabalhadores, aposentados e pensionistas para equilibrar os efeitos da má gestão, eis que surge uma boa notícia com a possibilidade do fim do Fator Previdenciário, aprovado na Câmara dos Deputados.

O Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos, desde sua fundação, em 2000, luta pelo fim do Fator. E não foi diferente neste momento histórico, quando compareceu em massa na Câmara dos Deputados para pressionar pela sua extinção. A batalha com os deputados aliados ao governo foi vencida, no entanto, para ser efetivado, o projeto precisa da aprovação do Senado Federal. E, nós, aposentados, sempre estaremos lá no Congresso Nacional para acabar de vez com esse Fator, que representa uma grande sacanagem com o povo brasileiro, ainda mais quando se trata dos direitos dos trabalhadores.

Criado em 1999, no governo FHC, o Fator também sobreviveu durante os governos do PT, e seguiu reduzindo em até 40% os rendimentos dos trabalhadores no momento de sua aposentadoria, constituindo-se com um dos mecanismos mais injustos de um governo sobre o seu povo. Poucas ações na história do Brasil se estabeleceram de forma tão cruel como a supressão de renda de cidadãos, que lutaram e trabalharam uma vida toda para garantir dignidade e tranquilidade na velhice.

A queda do Fator está longe de ser um fato consumado. A presidente Dilma já sinalizou que pretende vetá-lo e, pior, no sentido de ganhar tempo, reitera a necessidade de fazer um fórum para se debater e encontrar um novo mecanismo para determinar as aposentadorias.

Em contrapartida, sinalizamos que não existe espaço para um diálogo quando se trata de diminuir a renda dos trabalhadores. Verdade seja dita, de que nunca houve diálogo entre o governo e o Sindicato. Nunca fomos chamados para apresentar e discutir nossas propostas.

Nós, aposentados, pensionistas e idosos estaremos vigilantes às ações do governo e dos senadores. Marcaremos presença de novo no Congresso Nacional para acabar definitivamente o Fator Previdenciário e garantir uma vida decente na terceira idade.

Carlos Ortiz é presidente do Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos da Força Sindical.